Páginas

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Direção Defensiva

Arrase nas manobras


Chuva, ladeiras, vias esburacadas… dirigir na cidade pode ser tão emocionante quanto um rali off-road! Saiba como proceder diante de cinco situações comuns

Situação 1: Subindo uma ladeira

Em vias extremamente íngremes é necessário pesar um pouco mais o pé no acelerador. Afinal, a força da gravidade “puxa” o veículo para trás. Para não exigir tanto do carro, mantenha as marchas mais baixas – como a primeira ou a segunda – engatadas. Caso precise parar, vá desacelerando aos poucos, evite freadas bruscas e puxe o freio de mão. Ao dar a saída novamente, acelere suavemente ao mesmo tempo em que baixa o freio de mão.

Situação 2: Descendo uma ladeira

É importante manter a marcha engatada para garantir total segurança. Com o câmbio no ponto morto, o sistema de freio do carro pode ficar sobrecarregado e falhar. Ao descer, deixe sempre a marcha mais alta engatada. Dessa forma, é possível reduzi-la e frear com total segurança em caso de imprevistos.

Situação 3: Baixa aderência

Ao dirigir por uma estrada de lama ou com gelo na pista é preciso cuidado redobrado, pois a falta de atrito faz com que a traseira do carro derrape com muita facilidade. Aqui, o truque é reduzir a velocidade e frear com antecedência antes de entrar nas curvas. Além disso, não realize manobras bruscas.

Situação 4: ultrapassagens

A cantada de pneus é um dos erros mais clássicos dos motoristas. Quando se acelera mais que o necessário, as rodas recebem uma carga extra de força e acabam patinando. Para evitar a barulheira, o segredo é manter uma aceleração sempre gradativa – seja no momento da ultrapassagem ou em uma arrancada.

Situação 5: Desviando de buracos

O truque é desacelerar o quanto antes e nunca “entrar” freando no obstáculo – caso contrário, pode ocorrer comprometimento do eixo do carro. Para evitar avarias na caixa de câmbio, procure passar com a embreagem acionada e a marcha engatada.

Dicas

  • Em vias íngremes, além do freio de mão é recomendável deixar a marcha engatada e a direção virada para o meio.
  • Dirija à noite com segurança!


    Dicas para você se preparar e enfrentar a estrada sem a luz do sol

    Enfim, chegou aquele feriadão prolongado e você, finalmente, vai colocar o pé na estrada e curtir um merecido descanso à beira-mar! E, para fugir do tráfego intenso que costuma tomar conta das estradas nesses dias, muitos motoristas preferem viajar à noite. Mas as dificuldades de visualizar perfeitamente a pista e o cansaço acumulado podem tornar a direção noturna uma tarefa perigosa. Por isso, antes de carregar o porta-malas e curtir a paisagem ao anoitecer, descubra quais são os principais riscos e como agir de forma segura ao volante.

    PERIGOS NOTURNOS:

    – Maior dificuldade em distinguir uma curva ao final de uma reta.
    – Ofuscamento da visão por longos segundos, causado por um carro vindo no sentido contrário.
    – Visualização de borrões na penumbra.
    – Olhos embaçados e lacrimejantes.
    – Perda de visão no lusco-fusco ao entardecer – principalmente os míopes.
    – Reflexo mais lento.
    – Perda de contraste entre as imagens, alteração da percepção de distância e senso de profundidade.
    – Motoristas de olhos azuis ou verdes são mais suscetíveis à luz do que os de olhos castanhos.
    – Maior esforço dos músculos dos olhos.

    DIRIJA COM SEGURANÇA:

    – Só viaje à noite se conhecer bem a estrada.
    – Planeje cada parada com antecedência e nunca dê carona a estranhos.
    – Procure levar um acompanhante com quem possa revezar a direção durante o trajeto.
    – Sempre descanse antes de pegar a estrada. Caso sinta-se fatigada, é recomendável adiar a saída.
    – Nunca olhe diretamente para a luz do veículo que trafega em sentido contrário.
    – Se precisar abastecer ou parar para descansar, procure postos de gasolina com marca reconhecida, bem iluminados e com grande circulação.

    Dirija na chuva com segurança


    Redobrar a atenção e os cuidados na direção é essencial para enfrentar o aguaceiro com tranquilidade

    As chuvas atrapalham a visão do motorista, criam reflexos no vidro e diminuem a segurança. Quando a pista está molhada, o melhor a fazer é redobrar a atenção e dirigir com velocidade moderada. Uma ótima dica, por exemplo, é subir uma marcha. Dessa forma, o motor do carro vai trabalhar com rotação reduzida e reagir mais lentamente, evitando derrapagens. Além disso, mantenha uma distância considerável do veículo que está à sua frente. A seguir, confira quais precauções tomar quando for necessário dirigir embaixo de garoa ou chuva.

    PRINCIPAL ARMADILHA: AQUAPLANAGEM

    A lâmina d’água formada sobre o asfalto deixa a pista mais escorregadia, podendo provocar a perda de contato dos pneus com o solo e aumentando o risco de derrapagem e colisão traseira. Por isso, além de reduzir a velocidade e certificar-se do bom funcionamento dos freios e do estado dos pneus, especialistas recomendam aumentar a distância mantida dos outros automóveis. Para calcular o espaço correto na chuva, preste atenção à água que é espirrada pelo automóvel à sua frente. Você saberá que está numa direção segura quando esse jato não atingir o seu carro. Assim, não terá problemas em avistar poças d’água ou manobrar a tempo de evitar um acidente. Também é importante ficar atenta ao rastro de água deixado pelo veículo da frente: caso ele “desapareça” muito rapidamente, reduza ainda mais a velocidade para evitar aquaplanagens.

    ATENÇÃO ESPECIAL AOS PNEUS

    Colocar pneus novos na frente e passar os já gastos para o eixo traseiro é uma prática comum, mas que pode comprometer a sua segurança em dias de chuva. O que acontece: ao passar por uma poça d’água, os pneus novos vão assimilar a escoagem da água, mas os gastos podem entrar em aquaplanagem, por causa da falta de aderência ao solo. Por isso, quando tiver de trocar os pneus, substitua o jogo completo. Também não deixe de observar a calibragem, levando em conta o peso do veículo. É recomendável utilizar a carga normal quando o automóvel roda com meia carga (duas pessoas). Já quem costuma trafegar com carga máxima (cinco pessoas) precisa inflar um pouco mais os pneus, conforme especificações contidas no manual do proprietário. Quando estão murchas, as rodas têm contato irregular com o solo, comprometendo a estabilidade do carro.

    DICAS PARA PEGAR ESTRADA NA CHUVA

    Prefira rodar na faixa do meio, onde o asfalto costuma ser mais nivelado e você fica longe da água levantada pelos caminhões. Evite trafegar na pista da direita. Como é destinada a caminhões e outros veículos pesados, essa faixa costuma ter mais ondulações do que as outras, além de resíduos de graxa e óleo – que favorecem derrapagens. E não se esqueça: quando começar a chover, ligue os faróis baixos!
  • Dicas

    • Nunca deixe os pequenos trafegar no colo de um adulto
    •  

Um comentário:

  1. Olá, venha fazer parte do movimento #Por uma cozinha mais divertida!
    www.phant.com.br

    ResponderExcluir